Como não ser surpreendido custos inesperados de TI?

Mais investimentos em TI, e agora?
ROI, TCO, EBTDA, DRE … tem gente que sonha com isso. Afinal, estamos vivendo um momento bem complicado na história do país. O pior é que algumas pessoas, que nem imaginam o que é tudo isso, parecem ser os protagonistas desses problemas. No fim das contas sobra para os gestores de empresas dar seu jeito de manter o navio em curso nesse mar turbulento. Em auxílio desses gestores existem sistemas e informações financeiras que oferecem recursos para tomada de decisões acertadas. A vida segue complicada, mas é assim mesmo. Tudo anda normalmente até que vem uma bomba de onde não estávamos esperando … Licença de uso?! Renovação do contrato com quem?! Um novo servidor?! A mudança de variáveis de um contrato de suporte?! Contrato de IaS, de SaS, de PaS – mas o que é tudo isso?!

Nem sempre é possível fazer na empresa o que fazemos no aeroporto quando perguntamos o preço de algum produto nas lojas que ficam nas áreas comuns. Podemos até ficar impressionados com o custo alto de alguns itens, mas nem sempre dói de verdade, por que simplesmente deixamos o produto lá e vamos comprar onde os valores parecem ser mais justos. Quando o assunto é TI é diferente. Tomar um susto com o preço e deixar o produto na prateleira nem sempre é possível. Diante disso o melhor e se proteger com estratégia e informação – aliás, como fazemos com os outros custos estratégicos da nossa empresa. Para esses casos o apoio pode vir de várias formas, desde treinamentos, passando por ferramentas e indo até os parceiros certos. Esse não é um oceano em que se vale a pena navegar sozinho.

Controle seus riscos e mantenha os custos no nível certo. O primeiro passo é mais simples que parece, acesse e veja.

Deixe um comentário